Entrevista de emprego acaba com sexo forçado

Segundo a queixosa, o alegado violador serviu-lhe bebidas alcoólicas e forçou-a a fazer-lhe sexo oral por duas vezes, para além de a ter apalpado. Perante a sua recusa em consumar o coito, levou-a do estabelecimento e abandonou-a perto do cemitério com ameaças de morte, caso relatasse o caso às autoridades.

A jovem deslocou-se pelos seus meios ao hospital de Santarém, onde fez exames periciais e deixou a sua roupa. Regressada a Rio Maior, deslocou-se ao posto da GNR, onde formalizou a queixa, estando o caso a ser investigado pela PJ.